"Desperte sua força Interior com o Livro "Mulheres Extraordinárias"

Priscilla Couto

Mentora de Carreira

DESCUBRA EM 8 PASSOS COMO SE DESTACAR DOS PROCESSOS SELETIVOS

“Como faço para me destacar nos processos seletivos, que utilizam a inteligência artificial”

Essa foi a dúvida que recebi na semana passada no inbox do Linkedin. Era uma conexão que se sentia perdida e invisível e essa dúvida não é somente dela, vários candidatos tem a mesma sensação.

Essa é a sua dúvida também, leia esse artigo até o fim, combinado?

Com a quantidade de currículos recebidos, ficou extremamente complicado realizar uma seleção de forma manual.

Com o avanço da tecnologia no RH, novas ferramentas e sistemas foram criados para deixar o processo mais assertivo.

Em média uma empresa pode recebe em torno de 500 currículos por vaga. Eu já vi uma oportunidade no vagas.com com mais de 3000 candidatos, e você tem que concordar, que será humanamente impossível olhar todos.

É neste momento que entra a Inteligência Artificial (IA), auxiliando no processo de seleção, e por isso a importância de entender o comportamento do mercado.

Quero deixar claro que esse artigo não é uma publicidade para Gupy, mas foi a plataforma que tive acesso e puder ver como funciona.

O início de tudo

Com o intuito de trazer assertividade para o recrutamento as empresas contratam plataformas de recrutamento como Gupy, que são especialistas em facilitar a realização dos processos seletivos, de acordo com as necessidades de cada empresa.

As empresas que contratam esses serviços, além de treinamentos sobre melhores práticas para a realização do processo, recebem um portfólio de atividades (etapas), que podem ser inseridas no seu processo, de acordo com o tipo de vagas e as expertise necessárias.

O papel do RH neste momento é avaliar o que mais lhe convém, como dona da vaga. Após a escolha é preciso também refinar os critérios de aprovação, como: qual será a nota mínima das provas, qual o perfil comportamental e habilidades desejados, forma de retorno ao candidato caso não seja aprovado e o tempo para realização de cada etapa.

A questão do tempo é importante, para dar início e fim a vaga, sem falar da agenda dos gestores ou profissionais que vão conduzir as entrevistas.

O uso da IA facilita a leitura dos inúmeros currículos recebidos, bem com a assertividade da contratação, uma vez que a empresa tem todas as ferramentas necessárias para avaliar o candidato, de acordo com a sua necessidade e interesse.

O mercado hoje chama de Recrutamento Assertivo, que nada mais é do que fazer um ranking dos candidato mais próximo do comportamento e habilidades necessárias, resultado obtido pelos testes e avaliações. E somente após essa avaliação o currículo é avaliado.

Veja um exemplo:

  1. Vaga para Contador: perfil escolhido pela empresa: analítico. Habilidades necessárias: capacidade analítica, organização, pensamento crítico, objetividade, planejamento, senso de urgência. Conhecimento de inglês intermediário e Excel avançado.

Após as etapas iniciais que podem ser: teste comportamental, prova de matemática, português, lógica, conhecimento gerais e técnicos, os escolhidos são ranqueados e selecionados para a próxima fase.

Lembre-se que o foco maior hoje no momento da contratação, é comportamento (softkills) e não habilidades técnicas (hardskills).

Sobre as etapas futuras, elas são feitas normalmente conforme a disponibilidade da empresa, para as entrevistas e reporte dos resultados.

Agora que você já sabe como funciona o processo digital, fica mais claro entender as etapas.

Isso não quer dizer que eu concorde com a forma que está sendo feita. A ideia que tenho é que as empresas vislumbraram um mundo de oportunidade, para refinar mais a sua busca, mas não encontrou o equilibrio. Criando etapas cada vez maiores, que não são necessárias e talvez uma régua muito alta para avaliação, perdendo assim o interesse dos candidados e participar.

Independente do modelo de processo realizados, as empresas precisam pensar em etapas que seja importantes para aquele caso e cumprir com uma das partes mais importantes, que é dar o retorno ao candidato.

Agora que você já descobriu como funciona, quero deixar 08 passos para você seguir e tirar melhor proveito, nos processos seletivos que participa.

1. CONSTRUA UM CV RASTREÁVEL

Primeiro quero dizer o seguinte: use documentos simples em word, mas com o conteúdo necessário para que seja encontrado.

Os sistemas de IA não lêem documentos com símbolos, bolinhas ou gráfico.

Se o seu CV tem essas informações, o sistema não faz a leitura, fica tudo como uma tarja branca e você não é selecionado.

Então para não ficar de fora dessa, menos é mais. Um documento em Word e bem feito, não tem erro.

Outro ponto importante é conter as palavras-chaves para facilitar a busca. Para encontrar as palavras certas de acordo com a sua área de atuação, estude a maior quantidade de vagas possíveis, veja as habilidades e palavras que se repetem, avalie se possui esse conhecimento e inclua no seu currículo, principalmente nas atividades e no resumo.

* Se quiser você pode consultar também o mapa de carreiras criado pelo vagas.com.

2. NÃO MINTA

Pode parecer óbvio, mas muitas pessoas ainda mentem, querendo parecer “melhores’ mentindo sobre o seu conhecimento em sistemas e idiomas.

Lembre-se que após a análise curricular, você pode ser selecionado para realizar alguns testes e eles serão de acordo ao nível informado.

Então se o seu inglês é básico, não faça a besteira de dizer que é intermediário e nem mencionar o excel avançado, se não sabe nem fazer um Proc V.

3. ESTEJA PREPARADO PARA TIRAR BOAS NOTAS

O mercado não tem espaço para profissionais medianos. Pode ser pesado ouvir isso, mas é a realidade.

O mercado quer os melhores e isso também é levado em consideração nos testes que são realizados.

Se você sabe que o mercado está pedindo alguns testes, se prepare! Mesmo que tenha o conhecimento.

No youtube você encontra aprendizado para tudo que deseja.

Lembro que há 2 anos uma amiga fez um processo manual para uma vaga de Analista Financeiro e aplicou uma prova de matemática com nota 7 de corte e pasmem: apenas 3 candidatos dos 10 que estavam participando alcançaram a nota. A prova não está difícil e todos os candidatos tinham nível superior e MBA.

Pode parecer desnecessário, mas saiba que muitos profissionais deixam a desejar com questões básicas de português e matemática.

4. SE CONHEÇA

O queridinho do mercado é comportamento e não está errado, em um mundo cada vez mais mutante, se adaptar e se relacionar de uma forma agregadora é primordial. E para isso nada melhor do que ter um Raio X do candidato, através de um teste comportamental.

Ah, mas eu me adapto… fique sabendo que ninguém muda de uma outra para outra, você com certeza pode se ajustar por um tempo, mas não vai mudar por completo e portanto, o teste vai ajudar a entender você na essência e incluir as pessoas certas no local certo.

Quando me formei em RH, fiquei 1 ano fazendo processo e não fui aprovada em nenhum. E apesar de saber sobre o que gostava, eu achava um absurdo não poder atuar na área, que era totalmente processual.

Avaliando o meu perfil descobri que sou Dominante e Influente, isso quer dizer que gosto de pessoas, resultados, comunicação e desafios. Não sou nem um pouco de planejamento, análise e lugares calmos.

E fico feliz hoje de não ter sido aprovado, por que senão estaria infeliz e não teria me tornado Coordenadora.

Imagina como seria o trabalho para mim sem movimento, apenas eu atrás de uma mesa conversando com papeis?

Levei um tempo para aceitar isso e o mapeamento comportamental, fez com que eu tivesse essa clareza e naquela época nem existia IA (inteligência artificial) no RH.

Esse é o objetivo dos testes comportamentais, e não adianta pensar que ele pode ser maquiado, porque não é possível. O algoritmo da metodologia, cria o perfil através das suas respostas e a precisão é de 97%.

* Se você se interessar em ter todo inventário, personalizado e com mais de 20 páginas como informações sobre você,  e usa o cupom de 50%.

5. ESTEJA PREPARADO PARA AS DINÂMICAS E CASES

Muitas empresas estão usando gamificação como forma de avaliação e como isso avaliando através do jogo, como você toma as suas decisões. Pode a ver também a realização de um case, feito pelo Canva ou Powerpoint, a fim de avaliar a sua forma de comunicação, objetividade e análise. Então reaja de acordo com sua experiência, habilidades e no que acredita, como se fosse vivências do dia-a-dia.

Não fique pensando em transparecer o que não é, e nem tão pouco, tomar uma ação que você acha que seja mais desejada pelo recrutador.

6. ESTEJA ATUALIZADO

Quase morro quando olho um currículo e vejo que o candidato tem apenas suas formações como atualização.

A faculdade infelizmente não molda profissionais para o mercado e hoje então o deficit é bem maior. Cursos de pequena ou média duração, podem ter impactos super positivos na realidade do seu mercado.

Outro dia conversando em um grupo de WhatsApp, uma moça que se formou em Comunicação Social, estava doida por que não conseguia oportunidade. Ela tinha que aprender sobre técnicas de SEO, marketing de conteúdo, redes sociais para conseguir atuar e isso nem tinha passado pela sua cabeça. Ela achava que apenas a sua formação abriria portas.

Isso é uma realidade! Invista em cursos, projetos, grupos de discussão, trabalhos voluntários, palestras e tudo mais que puder, para estar o mais atualizado possível.

Saia da bolha e esteja atento das tendências do seu mercado.

7. ESTEJA EM TODOS OS LUGARES

Uma vez uma conexão disse que eu parecia mágica, por que estava em todos os lugares a todo momento kkk.

Não é bem assim que a coisas acontecem. Agora mesmo escrevendo esse artigo (13/09 ás 16h34), estou com todos os meus posts da semana programados e pode subir um a qualquer momento. Você também pode me chamar inbox ou pelo Whatsapp que vou responder.

Tudo isso se chama planejamento.

Quem está a procurar de oportunidades não pode pensar apenas em envio de currículo, isso é o básico, e que é feito por todo mundo. Você precisa estar em todos os locais e principalmente no Linkedin.

Você precisa fazer parte da maior plataforma de relacionamento do mundo e o mesmo tempo fazer com o a rede trabalhe ao seu favor.

Como assim?

Pense comigo: enviar um currículo para uma vaga, faz com que você fale com um empregador por vez. Usar o Linkedin e construir sua marca pessoal através do seus posts, é falar para muito mais pessoas, ao mesmo tempo.

O Linkedin tem atualmente 50 milhões de usuários no Brasil e mais de 100 mil empresas. 92% dos recrutadores afirmam que usam o Linkedin para encontrar candidatos.

E você vai para outro local, por que?

8. TENHA UM MENTOR

Sei que você pode pensar que não precisa, mas talvez você não consigo enxergar as coisas mais simples, ter disciplina, entender o mercado e ter clareza de como atua.

Um mentor vai ter dar toda essa liberadade e autonomia, reduzindo os erros e tirando os obstáculos da sua frente.

È sobre isso que eu trabalho com os meus mentorados, não é fazer com que eles sejam recolocados, por que isso não conseguimos controlar.

A transformação é trazer mais confiança, certeza que está no caminho certo, clareza sobre seus talentos e autocohecimento para entender quais ações precisa tomar.

Se você está buscando por isso, e sente que chegou a hora de voar mais alto, vamos conversar.  e me mande uma mensagem e vamos marcar um bate papo.

Sei o quanto tem sido complicado retornar ao mercado, este ano ajudei 15 profissionais a se recolocar e tenho mais 5 que estão aguardando a resposta. Sei o quanto essa espera pode ser estressante, mas você não tem outro jeito.

Enquanto espera, usa o Linkedin para ser a sua vitrine. Se torne referência dentro da sua área de atuação, apareça para as empresas que tem interesse em atuar.

Que os passos desse artigo, te ajudem a performar melhor nos seus processos seletivos e que você volte correndo para o mercado.

Quem é Priscilla Couto

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Sou Mentora de Carreira e Linkedin Top Voice.

Esse ano fui escolhida pelo Linkedin como uma das 10 brasileiras especialista em carreira.

Meu objetivo é ajudar no seu crescimento profissional, te orientando sobre o retorno ao mercado, transição de carreira e desenvolvimento. Faço isso através de mentorias, treinamentos e paletras, desde 2018. Ao todo já treinei mais de 2500 profissionais.

Beijos e nos vemos na próxima.

Priscilla Couto

Mentora de Carreira